Arquivo da tag: Renê Bittencourt

E saudade não tem cor

“Para o bom entendedor meia palavra… não basta, porque ele sempre exige o ‘porquê’ do seu interlocutor.” Vem do latim nossa “saudade”, da mesma origem de solidão e solitário e a utilizamos desde o século XIII para definirmos esta espécie … Continuar lendo

Publicado em Noel Rosa | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

O samba mulato

“O burro só tem uma satisfação: não segue a profissão forçado pela sua família.” “O samba não vem do morro, nem da cidade” – já diz o poeta. Do coração de Noel saem sambas fenomenais, no que dá prá imaginar, … Continuar lendo

Publicado em Noel Rosa | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário